Linha de Pesquisa & Eixos Temáticos

1- PRÁTICAS PSICOLÓGICAS CLÍNICAS E DEMANDAS SOCIAIS CONTEMPORÂNEAS

 

Esta linha de pesquisa, – integrante do Programa de Pós-Graduação em
Psicologia Clínica – vem, desde sua constituição, se consolidando e se expandindo pelo
desenvolvimento de estudos e pesquisas acerca da ação clínica e das práticas
psicológicas clínicas em contextos públicos e privados, tendo a atenção
psicológica e as perspectivas ética, estética e política como seus eixos
norteadores. Caracteriza-se como uma linha de pesquisa que acolhe
investigações que elegem como campos-temas a prática psicológica no campo
da saúde pública, da assistência social, nas instituições hospitalares, nas
organizações de trabalho e educacionais, entre outros, discutindo e tratando de
temáticas que contemplam o sofrimento humano em sua diversidade de
gênero, raça, credo ou posição social. Este amplo leque de contextos e modos
de abordá-los, levou os pesquisadores da linha a redimensionarem a sua
nomeação, passando a designá-la, a partir de 2018, como “Práticas
Psicológicas Clínicas e Demandas Sociais Contemporâneas”. Vinculado a esta linha de pesquisa, o Laboratório de Psicologia Clinica Fenomenológica Existencial – LACLIFE – por sua expansão e amplitude de temáticas estudadas, também foi renomeado e, em consonância com seu processo de consolidação, passando a ser designado, a partir de 2018, como  Laboratório de Clínica Fenomenológica e Psicossocial – LACLIFEP.

OBJETIVOS

  • Possibilitar, através de discussões sistemáticas, a reflexão crítica, teórica e metodológica, da prática psicológica e o intercâmbio de experiências.
  • Estudar e desenvolver possibilidades de intervenção clínica em diferentes contextos institucionais e situacionais, a partir de uma perspectiva fenomenológica-existencial e de uma abordagem psicossocial.
  • Investigar possibilidades de compreensão do que se denomina  de crise e sofrimento no contexto da contemporaneidade.

Contando com reuniões quinzenais, abertas a alunos graduandos, mestrandos, doutorandos e pesquisadores se reúnem para apresentarem e debaterem o desenvolvimento de suas teses, dissertações e pesquisas, bem como, através de palestras e/ou mesas redondas, criar espaços de reflexão que possam contribuir para a problematização  da teoria e da prática do psicólogo clínico. As práticas psicológicas desenvolvidas nesses contextos adotam, em sua grade de leitura e para a compreensão dos fenômenos, diferentes perspectivas, delineadas a partir das sublinhas temáticas a que estão vinculadas.

 

SUBLINHAS TEMÁTICAS

1.2 – FENOMENOLOGIA HERMENÊUTICA: SOFRIMENTO EXISTENCIAL E MODOS DE EXISTIR NA ATUALIDADE: Tem como objetivo refletir sobre as ressonâncias da fenomenologia hermenêutica, ao modo de Heidegger, para pensar a angústia e a emergência da singularidade; o sofrimento existencial e os modos de existir diante das demandas contemporâneas. Nessa direção busca dialogar, via atividades de extensão, com a ação clínica presente nas diversas modalidades de prática psicológica em instituições de saúde.

Profª. Dra Carmem Lúcia Brito Tavares Barreto    (carmemluciabarreto@hotmail.com)

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/4818189523805466

Profª. Dra. Danielle de Fátima Da Cunha Cavalcanti de Siqueira Leite    (daniellesiqueira_psico@hotmail.com)

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/0770157584873529

 

1.3 – FORMAÇÃO EM PSICOLOGIA E DIVERSIDADE:Tem como objetivo problematizar a formação e a ação clínica do psicólogo no acolhimento aos diversos modos de subjetivação contemporâneos, numa perspectiva pós-estruturalista.

Profª. Dra. Maria Cristina Lopes de Almeida Amazonas    (crisamaz@gmail.com)

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/6789160662822616

1.4 – PRÁTICA PSICOLÓGICA E ATENÇÃO PSICOSSOCIAL: Tem como objetivo cartografar as diferentes possiblidades de ação clínica na perspectiva das abordagens psicossociais e da psicossociologia clínica. Toma como campo-tema de pesquisa contextos institucionais de saúde, de educação e do trabalho, intervindo, apresentando e discutindo o alcance e os limites da prática clínica nesses contextos.

Profa. Dra. Ana Lucia Francisco   (ana.francisco@terra.com.br)

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5002638100198759

1.5 – DESIGUALDADE SOCIAL E SOFRIMENTO:: As relações entre o poder e a vontade: Tem como objetivo compreender o sofrimento humano imbricado na desigualdade social, e tem como pano de fundo a questão da vontade Arendtiana, em especial sua relação com o poder e com a ação. Desenvolve projetos de extensão voltados para acolher a população em situação de risco, a exemplo do plantão psicológico para pessoas em situação de rua.

 

 

Professor colaborador

Prof. Dr. Ricardo Marques    (ricardomarques@unicap.br)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *